adeus

Em memória do Olímpio Ferreira.

Nas palavras do Rui Tavares no blogue Barnabé: “Olímpio Ferreira: velho amigo, brilhantíssimo paginador do livro do Barnabé, tipógrafo, fonógrafo, daltónico. Também é pai – ora toma. É o gajo mais culto do Barnabé, razão pela qual diz que não sabe se vai escrever. Será o nosso director artístico.”
(e escrito também ontem pelo Rui: “sem dizer adeus“)

vlog #000 de 2008

(english: this post is in memory of a good friend of mine, Olímpio Ferreira. these vlog entry is the first one from 2008 but i changed the post date to show up on my front page.)

4 thoughts on “adeus”

  1. I’m sorry to say I can’t understand the writing. A lovely film of Olímpio but not sure if something terrible has happened to him. I really hope not.

  2. não me posso esquecer que o olimpio morreu…tenho que o escrever em algum lado para acreditar.
    morte à morte.

Comments are closed.